Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

Contributo ao estudo das relações significativas na delinquência juvenil
Estudo exploratório no Inventory of Parent and Peer Attachment

 

Autor: Rita Maria Santos Calvet Estrela Rodrigues
Orientador: Manuel Pires de Matos

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia Clínica e da Saúde

Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Contributo ao estudo das relações significativas na delinquência juvenil

Resumo

A presente investigação teve como objectivo primordial avaliar a relação que os adolescentes delinquentes têm com as figuras significativas (mãe, pai e pares), analisando a segurança emocional inerente a este sistema relacional. Participaram no estudo 30 adolescentes, do sexo masculino, com diagnóstico de delinquência juvenil, com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos. Todos os sujeitos se encontravam internados em Centro Educativo. Para avaliar a relação/ligação do adolescente face às figuras parentais e aos pares, utilizou-se o Inventory of Parent and Peer Attachment (Armsden & Greenberg, 1987). Elaborou-se um questionário, a preencher pelos técnicos, que visava obter informação de características sócio-demográficas, anamnésicas e de contexto institucional, sobre os sujeitos que constituíram a amostra. Os resultados apontam para um sistema relacional de vinculação à mãe, pai e pares caracterizado pela segurança emocional. Não foram encontradas variações significativas na relação dos adolescentes às figuras parentais e ao grupo de pares, em função das variáveis de contexto familiar e contexto institucional. Apesar das limitações inerentes ao presente estudo, considera-se pertinente para o crescimento do conhecimento no campo das relações de vinculação significativas dos adolescentes delinquentes, sendo fundamental e de todo o interesse a sua replicação numa amostra de maior dimensão.

 

Palavras chave: Delinquência juvenil, Representações mentais, Adolescência, Vinculação, Teses de mestrado

 

Índice

Introdução

I. Capítulo: Enquadramento Teórico

1.1. Sigmund Freud - Uma vinculação conhecida sob a problemática pulsional

1.2. Melanie Klein - Posição esquizo-paranóide e posição depressiva na emergência da vida psíquica

1.3. Donald Winnicott - A relação de objecto primária para se poder Ser

1.4. Vinculação - O ponto de partida para se tornar relacional

1.5. Delinquência Juvenil - O vazio que ocupa espaço na acção 28

II. Capítulo: Objectivos e Hipóteses

III. Capítulo: Metodologia

3.1. Participantes

3.1.1. Caracterização Sociodemográfica e do Contexto Familiar
3.1.2. Caracterização do Contexto Institucional
3.1.3. Caracterização Anamnésica

3.2. Instrumentos

3.2.1. IPPA – Inventory of Parent and Peer Attachment
3.2.2. Questionário

3.3. Procedimento
3.4. Procedimentos Estatísticos 

IV. Capítulo: Análise dos Resultados 

4.1. Estatística Analítica

4.1.1. Caracterização da Relação/ligação do adolescente delinquente às figuras parentais e aos pares

4.1.2. Caracterização da relação do adolescente delinquente às figuras parentais e aos pares em função de variáveis do Contexto Familiar 
4.1.3. Caracterização da relação do adolescente delinquente às figuras parentais e aos pares em função de variáveis de Contexto Institucional 

4.1.4. Relação entre as escalas e subescalas do IPPA 

V. Capítulo: Discussão 

VI. Capítulo: Conclusão 

Referências Bibliográficas 
Anexos

Anexo I – Inventory of Parent and Peer Attachment
Anexo II – Questionário
Anexo III – Carta de Admissão da Direcção Geral de Reinserção Social

 

 

Trabalho completo