Ciências Sociais e Humanas

Filosofia

 

Conceito de Raciocínio

 

Autor: Equipa knoow.net
-

Data de criação: 15/08/2008

Contributos: -

 

Resumo: O termo linguagem designa um sistema organizado de símbolos, complexo, extenso e com propriedades particulares...  ver mais

Palavras chave:  filosofia

 

Raciocínio
| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

Conceito de Raciocínio

O termo raciocínio designa um acto mental ou processo de pensamento necessário a um tipo de conhecimento mais mediato e que permite passar de conhecimentos já adquiridos para conhecimentos que se pretendem alcançar. Para isso, o raciocínio utiliza métodos de cálculo exacto, como a matemática, (sendo neste caso considerado como rigoroso), ou então métodos não exactos em situações da vida prática, em que não dispomos de premissas exactas, para levar à execução de uma acção (neste caso situa-se quase sempre no âmbito do provável).

O raciocínio é, portanto, um processo de pensamento através do qual se pode justificar ou defender uma determinada conclusão a partir de um conjunto de premissas: se determinado facto causa admiração, procuramos explicá-lo; se receamos um acontecimento, procuramos inferir as suas consequências; se existem dúvidas quanto a determinada observação, procuramos verificar; se existem dúvidas quanto a uma equivalência, procuramos demonstrar a validade dessa observação. Todas estas formas de raciocínio (explicação, inferência, verificação e demonstração) são formas de estabelecer relações de consequência entre juízos.

Tipos de Raciocínio

De acordo com M. Gex, o raciocínio pode ser classificado em três tipos diferentes:

. Raciocínio Dedutivo: o raciocínio dedutivo, ou dedução, é uma síntese de juízos que permite estabelecer uma relação de necessidade lógica entre esses juízos. O(s) juízo(s) que servem de ponto de partida são designados por premissas e aqueles a que se chega são designados por conclusão. O raciocínio dedutivo é absolutamente rigoroso.

. Raciocínio Indutivo: o raciocínio indutivo, ou indução, consiste em generalizar uma propriedade ou uma relação verificadas num certo número de casos particulares para todos os casos semelhantes.

. Raciocínio por analogia: sendo conhecidas certas semelhanças entre objectos ou relações, supõem-se que existam outras características semelhantes entre esses objectos ou relações.