Ciências Económicas e Empresariais

Gestão

 

Conceito da Teoria das Necessidades de Alderfer

 

Autor: Paulo Nunes

Data de criação: 02/06/2008

Contributos: Este verbete não recebeu quaisquer contributos. Se é especialista nesta matéria e acha que pode melhorar esta página contacte-nos para o nosso mail: knoow.net@gmail.com.

Resumo: Apresentação da Teoria das Necessidades de Alderfer, também conhecida por Teoria ERG (do inglês Existence, Relatedness e Growth)..  ver mais

Palavras chave:  natureza do comportamento humano

Com o apoio da PCNunes - Consultores de Gestão, Lda

 

Teoria das Necessidades de Alderfer

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

 

Teoria das Necessidades de Alderfer

Também conhecida por Teoria ERG (do inglês Existence, Relatedness e Growth), a Teoria das Necessidades de Alderfer, desenvolvida por Clayton Alderfer, é uma das diversas teorias que procurar explicar as motivações humanas através da satisfação de necessidades. Em muitos aspectos muito semelhante à Teoria das Necessidades de Maslow, a Teoria das Necessidades de Alderfer também explica a motivação dos trabalhadores em função das suas necessidades hierarquicamente agrupadas numa pirâmide. Apresenta contudo alguns aspectos de discordância relativamente a Maslow, nomeadamente no seguinte:

.   Ao contrário de Maslow que considera 5 níveis de necessidades, Alderfer considera apenas 3, nomeadamente as necessidades de Existência, de Relacionamento e de Crescimento (daqui a sigla ERG);

.   Embora geralmente a emergência duma necessidade com possibilidade de motivação apenas ocorra depois de satisfeitas as necessidades do níveis interiores (tal como defende Maslow), existem situações em que os trabalhadores podem activar as suas necessidades de nível mais elevado sem terem satisfeito completamente as necessidades de níveis inferiores;

.   Alderfer defende, ao contrário de Maslow, que quando as necessidades de um nível superior são frustradas, as necessidades de nível inferior retornam, mesmo que tendo sido já satisfeitas.