Ciências Económicas e Empresariais

Gestão

 

Conceito de Teoria das Relações Humanas

 

Autor: Paulo Nunes
Economista, Professor e Consultor de Empresas

Data de criação: 31/01/2009

Contributos: -

 

Resumo: A Teoria das Relações Humanas é uma teoria de gestão, incluída na Escola Comportamental, fundada por...  ver mais

Palavras chave:  teorias da gestão

 

Teoria das Relações Humanas

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

Conceito de Teoria das Relações Humanas

A Teoria das Relações Humanas é uma teoria de gestão, incluída na Escola Comportamental, fundada por Elton Mayo na sequência das conclusões obtidas em diversos estudos realizados em várias empresas norte-americanas.

Destes estudos destaca-se um, realizado entre 1924 e 1932, numa fábrica da Western Electric Company em Hawthorne (próximo de Chicago), localidade que veio a dar o nome ao estudo: Experiências de Hawthorne. O objectivo inicial destas experiências era o de determinar como as mudanças nas condições de remuneração e de trabalho (iluminação, temperatura, períodos de descanso, acidentes de trabalho, fadiga, rotação do pessoal, etc.) influenciam as pessoas e a sua produtividade do trabalho. Para isso é efectuada a subdivisão de uma oficina de rebobinagem em duas partes: numa são efectuadas alterações nos horários, no nível de luminosidade, nos tempos de descanso, etc., enquanto a outra é mantida como grupo de controlo.

Tal como o esperado, as suposições de que a produtividade aumentava com a melhoria das condições de trabalho confirmaram-se nestas experiências. A grande surpresa ocorreu quando os investigadores observaram que a produtividade também aumentava quando as condições de trabalho eram deterioradas.

Chegou-se assim à conclusão de que as relações humanas e o ambiente de trabalho que daí resulta e a criação de laços entre os operários que se sentiam observados por uma administração preocupada com o seu bem-estar são muito mais importantes para o aumento da produtividade do que as simples condições físicas e materiais de trabalho. Dava-se assim o fim do pressuposto do “homem económico” em que se baseava a Escola Clássica, dando lugar ao pressuposto do “homem social”.

O princípio base da Teoria das Relações Humanas de que o homem tem necessidades sociais, deseja relacionamentos recompensantes no local de trabalho e responde mais às pressões de grupo do que à autoridade dos superiores e ao controlo administrativo, constitui a sua principal contribuição para a gestão. É a partir daqui que nasce um novo tipo de gestão mais preocupada em conhecer as necessidades individuais e de grupo dos operários e a procurar a eficiência e a produtividade através da liderança, motivação e comunicação. Por outro lado, é também a partir da Teoria das Relações Humanas que nasce o conceito de organização informal, tal como definida em capítulo anterior, onde são definidas, espontaneamente e através dos relacionamentos interpessoais, regras de comportamento, valores sociais e formas de recompensa e sanção social.