Ciências Económicas e Empresariais

Gestão

 

Conceito de Modelo da Justiça (de Ética)

 

Autor: Paulo Nunes
Economista, Professor e Consultor de Empresas

Data de criação: 31/01/2009

Contributos: -

 

Resumo: xxx...  ver mais

Palavras chave:  x

 

Modelo da Justiça (de Ética)
| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

Conceito de Modelo da Justiça (de Ética)

O Modelo da Justiça é um modelo de ética para a tomada de decisão que faz a avaliação das decisões e comportamentos no sentido de verificar a igualdade na distribuição dos benifícios e dos custos entre indivíduos e grupos. É, por isso, consistente com o estádio de princípios universais de Kholberg.

Os conceitos de justiça, igualdade e imparcialidade são suportados pelos seguintes princípios:

· Princípio da justiça distributiva: indica que os indivíduos não sejam tratados diferentemente com base em características definidas arbritariamente. Os indivíduos que são iguais em aspectos relevantes devem ser tratados igualmente, enquanto que os indivíduos que são diferentes em aspectos relevantes devem ser tratados na proporção das suas diferenças;

· Princípio da justeza: indica que os funcionários devem aceitar as regras da organização sempre que se verifiquem as seguintes condições: a organização é justa e os funcionários aceitam voluntariamente os benefícios por esta oferecidos; os funcionários seguem as regras da organização, mesmo que estas possam restringir as suas escolhas individuais;

· Princípio do dever: as decisões e os comportamentos são baseados numa variedade de obrigações universais tais como não injuriar os outros e não causar sofrimento desnecessário.