Ciências Económicas e Empresariais

Gestão

 

Conceito de Liderança

 

Autor: Paulo Nunes (Economista, Professor e Consultor de Empresas)

Contributos: sem contributos... se é especialista nesta matéria, ajude-nos a enriquecer o nosso site... contacte-nos para knoow.net@gmail.com

Data de criação: 24/04/2009

Resumo: Embora existam múltiplas definições para a liderança, é possível encontrar dois elementos comuns em todas elas.  ver artigo completo

Palavras chave:  gestão, fenómeno de grupo, influência interpessoal recíproca, comunicação

Comente ou leia outros comentários a este artigo

 

Liderança
| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

Conceito de Liderança

De uma forma sintética, liderar significa dirigir ou comandar, incentivar e motivar os membros da organização por forma a criar as condições necessárias para que estes contribuam, voluntariamente e da melhor forma possível, para os interesses da organização, nomeadamente para que esta atinja os seus objectivos.

Embora existam múltiplas definições para a liderança, é possível encontrar dois elementos comuns em todas elas: por um lado é um fenómeno de grupo e, por outro, envolve um conjunto de influências interpessoais e recíprocas, exercidas num determinado contexto através de um processo de comunicação humana com vista à obtenção de determinados objectivos específicos. As funções de liderança incluem, portanto, todas as actividades de influenciação de pessoas, ou seja, que geram a motivação necessária para pôr em prática o propósito definido pela estratégia e estruturado nas funções executivas. George Terry sintetiza a ideia central do conceito de liderança em apenas: "A liderança é a actividade de influenciar pessoas fazendo-as empenhar-se voluntariamente em objectivos de grupo”

Um aspecto importante neste conceito é a palavra influência em lugar de imposição. De facto, é possível impor determinadas acções a um subordinado quando se tem poder para tal. Contudo, é impossível impor a motivação com que cada um leva à prática essa mesma acção. É esta motivação que a liderança procura melhorar. Para um líder não é suficiente atingir os objectivos da organização; é necessário que as acções desenvolvidas pelos subordinados sejam executadas por sua livre vontade. Assim, e apesar da actuação do líder envolver múltiplas funções, tais como planear, informar, avaliar, controlar, punir, etc. Contudo liderar é, essencialmente motivar e orientar o grupo, as pessoas em direcção a determinados objectivos ou metas.

Max De Pree faz uma outra abordagem da liderança, colocando a ênfase na liberdade dos subordinados e na serviciência dos líderes. Na verdade, este autor considera a liderança como a arte de “libertar as pessoas para fazerem o que se exige delas de maneira mais eficiente e humana possível”. Max De Pree considera ainda que a primeira responsabilidade de um líder é a definição da realidade e a última é agradecer; entre as duas deverá tornar-se um servidor da organização e dos seus membros - é o contraste entre os conceitos de propriedade e de dependência. Desta forma, a medida de uma boa liderança encontra-se nos seus seguidores: quando estes atingem o seu potencial, alcançam os resultados pretendidos e estão motivados, é sinal de uma boa liderança.

 

Traduzido para inglês por Susana Saraiva, especialista em traduções Português-Inglês e Inglês-Português. Contacto: spams@sapo.pt