Ciências Económicas e Empresariais

Gestão

 

Conceito de Diagrama Causa Efeito

 

Autor: Paulo Nunes
Economista, Professor e Consultor de Empresas

Data de criação: 31/10/2007

Contributos:

Este verbete não recebeu quaisquer contributos. Se é especialista em gestão e acha que pode melhorar esta página contacte-nos para o nosso mail: knoow.net@gmail.com.

Resumo: O primeiro Diagrama de Causa Efeito foi desenvolvido por Kaoru Ishikawa, quando explicava a alguns engenheiros a forma como diversos factores podiam ser ordenados de uma forma lógica.  ver mais

Palavras chave:  Kaoru Ishikawa, diagrama espinha de peixe, controlo da qualidade

Comente ou leia comentários a este conceito

 

Diagrama Causa Efeito

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

Conceito de Diagrama Causa Efeito

O primeiro Diagrama de Causa Efeito foi desenvolvido por Kaoru Ishikawa, em 1943, quando explicava a alguns engenheiros de uma empresa Japonesa a forma como diversos factores (causas) podiam ser ordenados de uma forma lógica. Este diagrama é pode ser também designado por "Diagrama de Ishikawa" ou "Diagrama de Espinha de Peixe".

É uma das ferramentas mais eficazes e mais utilizadas nas acções de melhoria e controlo de qualidade nas organizações, dado que permite, de uma forma simples, agrupar e visualizar as várias causas que estão na origem de um qualquer problema ou resultado que se pretenda melhorar. 

A elaboração destes diagramas é feita habitualmente por grupos de trabalho envolvendo todos os agentes do processo em análise. Depois de identificar claramente qual o problema ou efeito a estudar (falhas, avarias, tempos de execução demasiado longos,...), vão-se listando as várias causas possíveis desse efeito, começando por um nível mais geral e pormenorizando cada vez mais as sub-causas. O diagrama de causa efeito é a representação gráfica das causas de um fenómeno.

 

Elaboração de um Diagrama de Causa Efeito

O procedimento a seguir para elaborar um diagrama causa efeito pode ser sistematizado da forma seguinte:

  1. Determinar a característica de qualidade cujas causas se pretendem identificar;

  2. Através da investigação e discussão com um grupo de pessoas (Brainstorming), determinar quais as causas que mais directamente afectam essa característica, ou seja, aquelas que têm uma influência directa no problema a ser resolvido (causa primárias ou causas nível 1);

  3. Traçar o esqueleto do diagrama colocando, numa das extremidades, a característica da qualidade em questão. A partir desta deverá partir "a espinha do peixe", isto é, uma linha horizontal de onde deverão irradiar as ramificações com as causas consideradas como primárias;

  4. Identificar as causas (secundárias ou causas de nível 2) que afectam as causas primárias, bem assim como aquelas (causas terciárias) que afectam as causas secundárias. Cada um destes níveis irá constituir ramificações nas causas de nível imediatamente inferior.