Estou aqui: Cronologia

Cienciais Económicas e Empresariais

Gestão / Administração

Conceito de Análise SWOT

Autor: Paulo Nunes

Data de criação: 04/06/2008

Contributos: Este verbete não recebeu quaisquer contributos. Se é especialista nesta matéria e acha que pode melhorar esta página contacte-nos para o nosso mail: knoow.net@gmail.com.

Resumo: A Análise SWOT [em que o termo SWOT é uma sigla inglesa para Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats]...  ver mais

Palavras chave:  gestão, administração

Com o apoio da PCNunes - Consultores de Gestão, Lda

 

Análise SWOT

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |



Conceito de Análise SWOT

A Análise SWOT [em que o termo SWOT é uma sigla inglesa para Forças ou Pontos Fortes (Strengths), Fraquezas ou Pontos Fracos (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats)], cuja criação é atribuída a Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School, consiste num modelo de avaliação da posição competitiva de uma organização no mercado. Essa avaliação da posição competitiva é efectuada através do recurso a uma matriz de dois eixos (o eixo das variáveis internas e o eixo das variáveis externas), cada um dos quais composto por duas variáveis: pontos fortes (Strenghts) e pontos fracos (Weaknesses) da organização; oportunidades (Opportunities) e ameaças (Threats) do meio envolvente.

Ao construir a matriz a variáveis são sobrepostas, facilitando a sua análise e a procura de sugestões para a tomada de decisões, sendo uma ferramenta imprescindível na formação de Planos de Negócio e na definição de Estratégias.

Abaixo é efectuada a representação gráfica da matriz, com as sugestões genéricas para cada um dos quadrantes que a compõem.

Para a construção da matriz são necessárias dois tipos de análises: por um lado uma análise interna e por outro uma análise externa. No caso da análise interna, esta permite identificar aspectos em que a organização apresenta pontos fortes e aspectos em que apresenta pontos fracos relativamente aos seus concorrentes. Quanto à análise externa, esta consiste numa avaliação da envolvente da organização de forma a identificar oportunidades e ameaças com que esta se depara ou possa vir a deparar. Qualquer uma destas análise deverá ser efectuada não apenas numa perspectiva estática, mas também numa perspectiva dinâmica e permanente.

 

Variáveis da Matriz:

Envolvente Externa: corresponde às expectativas sobre a evolução do meio envolvente e que, de alguma forma, podem vir a influenciar o desempenho da organização:

Oportunidades: designa todos os aspectos da envolvente externa que poderão contribuir positivamente para o desempenho da organização.

Ameaças: designa todos os aspectos da envolvente externa que poderão contribuir negativamente para o desempenho da organização.

Organização: corresponde aos aspectos internos e diretamente geríveis pela organização e que a difereciam dos seus concorrentes:

Forças (ou Pontos Fortes): designa o conjunto de vantagens internas da organização sobre os seus mais directos concorrentes e que de alguma forma podem ser utilizados para a obtenção vantagens competitivas.

Fraquezas (ou Pontos Fracos): designa o conjunto de desvantagens internas da organização relativamente aos seus mais directos concorrentes.

 

Traduzido para inglês por Susana Saraiva, especialista em traduções Português-Inglês e Inglês-Português. Contacto: spams@sapo.pt