Cienciais Económicas e Empresariais

Economia

Restrição Orçamental

Autor: Paulo Nunes

Data de criação: 30/03/2014

Contributos: Este verbete não recebeu quaisquer contributos. Se é especialista nesta matéria e acha que pode melhorar esta página contacte-nos para o nosso mail: knoow.net@gmail.com.

Resumo: Apresentação do conceito de Restrição Orçamental; Apresentação gráfica da Restrição Orçamental...  ver mais

Palavras chave:  economia, ciência económica

Este termo está a ser comentado no nosso blog... Participar na discussão

Com o apoio da PCNunes - Consultores de Gestão, Lda

 

Restrição Orçamental (ou Orçamentária)

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

Conceito de Restrição Orçamental

A expressão Restrição Orçamental designa o conjunto de combinações de bens possíveis de ser consumidos por dado consumidor tendo em conta o seu rendimento disponível. Numa representação gráfica simplificada em que num dos eixos é colocado um bem (x1) e num outro eixo e outro bem (x2), a restrição orçamental surge como um espaço delimitado pelos eixos e por uma recta que une os dois pontos de cada eixo que correspondem ao máximo que é possível consumir de cada um dos bens direccionando para ele todo o rendimento disponível (Rd). A inclinação dessa recta corresponderá ao rácio de preços entre os dois bens (p1 e p2) sendo dada por -p2/p1, o que significa que para comprar mais uma unidade do bem x2, teri que abdicar de p2/p1 unidadeos do bem x1.

Juntamente com as preferências do consumidor, a restrição orçamental permite determinar, para cada preço de cada um dos dois bens, a quantidade que o consumidor deseja adquirir ou consumir do bem.

 

Representação algébrica e gráfica da Restrição Orçamental

Algebricamente, e considerando um cabaz de dois bens (x1 e x2) a Restrição Orçamental será dada pela seguinte função:

Rd ≤ p1.x1 + p2.x2

Graficamente:

 

Alterações na Restrição Orçamental

Uma alteração no preço de um dos bens originará uma alteração na inclinação da recta de restrição orçamental, enquanto uma alteração do rendimento disponível originará um deslocamento paralelo dessa mesma reta. Se, por exemplo, o preço do bem x1 diminuir, para o mesmo rendimento disponível, passa a ser possível consumir mais e vice-versa. Da mesma forma, se o rendimento disponível aumentar, mantendo-se constantes os preços dos bens, passa a ser também possível consumir mais.

 

Este termo está a ser comentado no nosso blog
Participar na discussão

 

Não encontrou o que pretendia? procure aqui: